Assedius

ASSÉDIO MORAL NO TRABALHO
Fazemos acompanhamento psicológico e jurídico permanente
ASSÉDIO MORAL OU SEXUAL NO TRABALHO
Fazemos acompanhamento permanente psicológico e jurídico
VAMOS ESTAR SEMPRE AO SEU LADO
A primeira coisa a fazer é inteirar-se dos seus direitos e estabelecer um plano de ação para fazer parar o agressor
Previous
Next

Temos uma vasta experiência no tratamento e resolução de casos decorrentes do assédio moral e assédio sexual no local de trabalho

ASSÉDIO MORAL

Assédio moral no trabalho pode ser exercido por parte de chefias ou por parte de colegas e pode manifestar-se de várias maneiras:

Humilhar em privado ou em frente a outros
Isolar de colegas ou num local à parte
Provocar e colocar a pessoa em situações de stress
Desvalorizar o trabalho que é feito
Atribuir funções inadequadas
Ameaçar seja ou não com o despedimento
Intimidar

TUDO ISTO É ASSÉDIO MORAL E É CONSIDERADO CRIME!

Algumas estatísticas

16,7%

Mulheres vítimas de
assédio sexual

15,8%

Homens vítimas de
assédio Moral

16,5%

Da população em Portugal
já sofreu pelo menos uma vez
durante a sua vida profissional,
uma forma de assédio no trabalho

12,6%

Da população ativa já tenha sofrido, pelo menos uma vez,
um episódio de assédio sexual
no local de trabalho

No caso das mulheres sexualmente assediadas verificou-se que o autor ou autora mais frequente dessas situações é o superior hierárquico ou a chefia direta (44,7%), seguindo-se os colegas (26,8%) e os clientes, fornecedores e utentes, responsáveis por 25,1% destes “casos mais marcantes”.
Quanto aos homens, os episódios de assédio sexual são levados a cabo por superiores hierárquicos e chefias diretas (33,3%) e clientes, fornecedores ou utentes (29,2%).

Casos Reais de Assédio

“O chefe de linha sempre que passa no meu posto para tirar os tempos de produção, coloca-se atrás de mim e arranja sempre forma de se encostar ou tocar-me. Estou farta de lhe dizer que sou casada e não gosto que se chegue a mim.”

Costureira
Vítima de Assédio Sexual

“Trabalho numa Câmara e desde que entrou outro colega, que apesar de ter menos competências académicas que as minhas, que nem sequer é licenciado, começou a dar-me ordens e a fazer queixas ao meu superior… e este, a dar-lhe ouvidos… não aguento mais esta situação.”

Técnico de Serviço Social
Vítima de Assédio Moral

” Sem mais nem menos  o colega apertou-me o rabo e convidou-me para sair…andava sempre a ligar, a mandar bilhetes, a perseguir-me… e mesmo com a minha recusa continuou o massacre….tinha que fugir dele sempre.”

Professora
Vítima de Assédio Sexual

“Após 2 meses do banco ter sido comprado por outro, resolveram tirar-me as minhas funcões, fui deslocado para um gabinete sem computador, sem telefone e sem nada para fazer. Recebi uma carta a informar-me que me vão baixar o salário.”

Diretor de Banco
Vítima de Assédio Moral

Casos Reais de Assédio

“…O chefe linha sempre que passa no meu posto para tirar os tempos de produção, coloca-se atrás de mim e arranja sempre forma de se encostar ou tocar-me. Estou farta de lhe dizer que sou casada e não gosto que se chegue a mim.”

Costureira
(Vítima de Assédio Sexual)

“…Trabalho numa Câmara e desde que entrou outro colega, que apesar de ter menos competências académicas que as minhas, que nem sequer é licenciado, começou a dar-me ordens e a fazer queixas ao meu superior… e este, a dar-lhe ouvidos… não aguento mais esta situação.”

Técnico de Serviço Social
Vítima de Assédio Moral

” sem mais nem menos  o colega apertou-me o rabo e convidou-me para sair…andava sempre a ligar, a mandar bilhetes, a perseguir-me… e mesmo com a minha recusa continuou o massacre….tinha que fugir dele sempre.”

Professora
Vítima de Assédio Sexual

“…Após 2 meses do banco ter sido comprado por outro. resolveram tirar-me as minhas funcões, fui deslocado para um gabinete sem computador, sem telefone e sem nada para fazer. Recebi uma carta a informar-me que me vão baixar o salário.”

Diretor de Banco
Vítima de Assédio Moral

SAIBA COMO PROCEDER EM CASO DE ASSÉDIO

Quais os seus direitos? A quem deve recorrer?

COMO FUNCIONA?

Contacte-nos
help@assedius.pt

Marque consulta
935 135 391

Acompanhamento total e permanente

Plataforma 100% Segura. Privacidade e sigílo total.

ASSÉDIO NO TRABALHO

Scroll to Top